Saiba quem foi Nelson Rodrigues e quais são as características das suas obras

O escritor Nelson Rodrigues nasceu em 23 de agosto de 1912, na cidade de Recife, Pernambuco, porém, mudou-se para o Rio de Janeiro ainda criança. É considerado um dos maiores dramaturgos brasileiros e autor de romances, contos e crônicas. Suas obras eram ambientadas no subúrbio carioca e focavam na hipocrisia da sociedade carioca. 

Quem foi Nelson Rodrigues?

Nascido em Recife, Pernambuco, no dia 23 de agosto de 1912, Nelson Rodrigues é um dos principais nomes da literatura brasileira.

A família do escritor se mudou para o Rio de Janeiro, então capital do país, quatro anos após seu nascimento. Em 1927, iniciou a carreira como escritor trabalhando como repórter policial no jornal A Manhã.

No ano de 1929, o irmão de Nelson Rodrigues foi assassinado, acontecimento que abalou profundamente o pai do escritor, que faleceu em 1930. Nesse mesmo ano, o escritor passou a trabalhar no jornal O Globo.

Contudo, em 1934, ele precisou se mudar para Campos do Jordão, onde morou pouco mais de um ano, para tratar uma tuberculose. Casou-se com Elza Bretanha, em 1940, e logo em seguida sua primeira peça foi encenada. 

Suzana Flag

Foi no periódico O Jornal, que Nelson Rodrigues publicou, em 1944, os primeiros capítulos de uma narrativa assinada com o pseudônimo Suzana Flag. A obra em questão era “Meu destino é pecar”. Nesse período, ele já era reconhecido como dramaturgo.

Censura

Em 1946, a sua peça “Álbum de família” foi censurada, em 1951 deu início a coluna “A Vida como ela é”, no jornal Última Hora. O casamento com sua primeira esposa chegou ao fim em 1963 e nesse mesmo ano ele passou a viver com Lúcia Cruz Lima, o casal teve uma filha.

Em 1966, o seu romance “O Casamento” foi censurado também. No ano seguinte, ele passou a produzir crônicas memorialísticas para o jornal Correio da Manhã. Depois passou a trabalhar para o jornal O Globo. 

Últimos anos

Nelson Rodrigues apoiava a ditadura militar, porém, foi vítima do próprio regime. O filho do escritor se envolveu na luta armada contra a ditadura, sendo preso em 1972. Nessa fase, chegou ao fim seu relacionamento com a segunda esposa. Em 21 de dezembro de 1980, Rodrigues faleceu no Rio de Janeiro. 

Características da obra de Nelson Rodrigues

  • As obras utilizam linguagem coloquial e gírias, assim tem caráter mais popular;
  • Há forte ironia em sua obra como forma de criticar a sociedade carioca;
  • Há o uso de imagens grotescas;
  • Trabalha frequentemente com o tema de adultérios, hipocrisia e condutas imorais; 
  • O espaço de ação escolhido é o subúrbio carioca em que ocorrem histórias de crime, amor, sexo e morte;
  • Faz a análise psicológica dos personagens;
  • Critica a classe burguesa;
  • Suas obras expõem as obscenidades do dia a dia e a vida como ela é. 

Obras de Nelson Rodrigues

Teatro

  • A mulher sem pecado (1941); 
  • Vestido de noiva (1943); 
  • Álbum de família (1946); 
  • Anjo negro (1947);
  • Senhora dos afogados (1947); 
  • Doroteia (1949); 
  • Valsa no 6 (1951);
  • A falecida (1953); 
  • Perdoa-me por me traíres (1957); 
  • Viúva, porém honesta (1957); 
  • Os sete gatinhos (1958);
  • Boca de ouro (1959); 
  • O beijo no asfalto (1960); 
  • Bonitinha, mas ordinária (1962); 
  • Toda nudez será castigada (1965); 
  • Anti-Nelson Rodrigues (1974);
  • A serpente (1978). 

Romances

  • Meu destino é pecar (1944);
  • Escravas do amor (1944); 
  • Minha vida (1944); 
  • Núpcias de fogo (1948); 
  • A mulher que amou demais (1949); 
  • A mentira (1953); 
  • O homem proibido (1959); 
  • Asfalto selvagem: Engraçadinha, seus pecados e seus amores (1959); 
  • O casamento (1966);
  • Memórias: a menina sem estrela (1992).

Crônicas

  • O óbvio ululante: primeiras confissões (1968);
  • A cabra vadia (1970);
  • O reacionário: memórias e confissões (1977);
  • Fla-flu… e as multidões despertaram (1987);
  • O remador de Ben-Hur (1992); A cabra vadia: novas confissões (1992); 
  • À sombra das chuteiras imortais: crônicas de futebol (1992);
  • A mulher do próximo (1992); 
  • O profeta tricolor (2002);
  • Não se pode amar e ser feliz ao mesmo tempo (2002); 
  • O berro impresso das manchetes (2007); 
  • A pátria de chuteiras (2012); 
  • Brasil em campo (2018).

Contos

  • Cem contos escolhidos: A vida como ela é… (1972); 
  • Elas gostam de apanhar (1974);
  • A vida como ela é…: O homem fiel e outros contos (1992);
  • A coroa de orquídeas (1992);
  • Pouco amor não é amor (2002).

Contos e crônicas

  • A dama do lotação e outros contos e crônicas (1992).

A Vida como ela é 

Nelson Rodrigues publicou contos, entre 1951 e 1961, em uma coluna do jornal Última Hora intitulada “A vida como ela é”. As histórias tinham como cenário o subúrbio carioca e abordavam temas como casamento e adultério. Posteriormente esses textos foram publicados na forma de livro.

A dama do lotação

Um dos contos mais famosos dessa produção é “A dama do lotação” que nos apresenta o personagem Carlinhos. O jovem desabafa com seu pai relatando que acredita que sua esposa, Solange, o está traindo. Porém, o sogro defende a nora. 

Carlinhos relata ter visto Solange em comportamento suspeito com seu amigo Assunção. O pai do rapaz segue defendendo a nora. Alguns dias depois, Assunção comenta com Carlinhos que viajou na lotação com Solange. A esposa nega ter visto o amigo do casal. 

Dominado pelo ciúme, Carlinhos ameaça tirar a vida de Assunção e então Solange revela que o amigo do casal não foi o único. A recatada esposa iniciou as traições um mês após o casamento, ela saía e pegava a lotação onde escolhia um passageiro. Aborda o tema da hipocrisia e do adultério com personagens pouco óbvios. 

Gostou de conhecer mais sobre a obra de Nelson Rodrigues? Para conferir mais conteúdos como este e dicas para o Enem e o vestibular, acesse outros posts do blog Hexag!

Retornar ao blog

Gostaria de ajuda ou precisa
falar com a nossa equipe?